Publicado por: Rafael Lopes Krukoski | agosto 11, 2010

Sertões 2010 – Dia 1

Estou tentando acompanhar o segundo maior Rally do mundo. Sem estar presente fica complicado. Ainda há pouca informação disponível.

Ontem o Super Prime definiu a ordem de largada. Não surpreende o fato do Sr. Felipe Zanol ter lavado a melhor!

“Em sua estreia no Rally dos Sertões, o pentacampeão de enduro Felipe Zanol foi o grande destaque do Super Prime na noite desta terça (10). Durante o prólogo que definiu as posições de largada para a primeira etapa da competição, o piloto deu um show na pista de 1.100 metros, completando o percurso em 1min27s10.” Fonte: www.webventure.com.br

Pilotos experientes em Rally ficaram impressionados com a desenvoltura de Zanol já no primeiro texto do Rally Internacional dos Sertões 2010. Fato é que pouco importa o Super Prime. O piloto de rally na modalidade endurance tem que pensar no longo prazo. Claro que Zanol tem muita experiência de competição – mas o Rally não admites erros, principalmente os que comprometem equipamento.

Jozé Helio ficou em segundo, seguido de Ike e Guto Klaumann. Nesse ano nossa torcida está com esses 3! Os irmãos Klaumann têm excelentes chances considerando que as Yamaha cheguem bem até o final.

foto: Donizeti Castinho Dfotos

Mais um Catarina promete dar trabalho: “Outro destaque da noite foi a briga entre o francês David Casteu e o brasileiro Deni do Nascimento. Os dois pilotos fizeram um dos duelos mais emocionantes do prólogo, levantando o grande público que compareceu a arena montada em frente ao Shopping Flamboyant, em Goiânia. A briga foi tão sensacional que o estrangeiro e o brasileiro cruzaram a linha de chegada exatamente com o mesmo tempo: 1min31s00.” Fonte: www.webventure.com.br

Campeão brasileiro de Rally em 2010 Deni ficou em segundo no Sertão de 2009 e vem na busca pelo título em 2010. Agora inscrito pelo mundial não deve ser atrapalhado pela poeira e é um forte candidato ao título.

Foto: Sonia Good

Hoje larga a primeira etapa que segundo Edu Sachs da Dunas: “Essa especial é café-com-leite para começar o rali, mas ela é muito técnica, com estradas de fazenda, muitos mata-burros e lombas, além de algumas travessias de rios. É para o pessoal ter a sensibilidade do entrosamento.”

Realmente o dia será sossegado, considerando que a navegação seja correta …
Deslocamento inicial: 34 km
Especial: 133 km
Deslocamento final: 36 km
Total: 203 km

No primeiro dia ninguém ganha o Rally, mas consegue perder!

Sabias palavras do Edu Sachs: “Todos sintam que ninguém vai perder o rali no primeiro dia, mas não pode dar bobeira porque senão começa abrir diferença entre os pilotos. Então é um dia muito importante para ajustes de equipamentos. Predomina estradas de fazenda, pastagens, muitas subidas e serras, mas é um dia mais light. Um dia para todo mundo se acertar no rali.”

Serão 155 veículos – 70 motos, 60 carros, 15 quadris e 10 caminhões – e 235 competidores, entre pilotos e navegadores. 10 dias de competição e aproximadamente 5000 km de adrenalina direto na veia!

Vamos acompanhar essa aventura!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: