Publicado por: Rafael Lopes Krukoski | agosto 19, 2010

Rally dos Sertões 2010 Dia 9

Agora é a hora de comemorar para quem pode.

Foto: Stepanno Rairchahinian

O Rally dos Sertões 2010 cumpriu a promessa, complicou a vida de muita gente e justificou a fama. Sim, o Brasil tem o segundo maior e mais difícil Rally do mundo.

Pilotos de primeira linha ficaram para trás. Dos 68 pilotos que largaram somente 41 iniciam o ultimo dia e, desses 41, 10 forfetaram um ou mais dias. Ou seja, apenas 31 pilotos conseguiram terminar todos os dias do Rally dentro do tempo limite de cada dia.

Muitas etapas foram encurtadas e, mesmo assim, poucos conseguiram resistir aos 10 dias.

Foto: André Chaco

O Sertão é implacável. A estratégia de pilotos rápidos deve ser conservadora desde o início. Mark Coma é um excelente exemplo. Ele não estava correndo para ganhar do Zé. Ele estava correndo para terminar o Rally na frente – entre os cinco. Caso Zé não tivesse problemas com a moto, Coma dificilmente ganharia – e sabia disso, mas ele não estava empurrando seu limite. Estava conservador desde o início. Infelizmente, ao contrário da maioria dos brasileiros. A lista é grande, e nos primeiros dias mostrava todo o potencial do grupo. Zé Helio, Deni, Ike, Fantozzi e Juca Bala estavam sempre entre os 10.

#Dfotos - Bianchini se diverte no primeiro dia - está em 12 na geral!

Dario, Guto Klaumann, Ramon e o sobrevivente Zanol vinham em ritmo muito inferior às suas reais possibilidades. Zanol talvez tenha exagerado em alguns dias, mas com um bom preparo e um bom equipamento, conseguiu chegar ao final. Por sorte não foi mordido pelo próprio ego e nem tentou tirar a diferença de Coma após a etapa maratona.

Foto: Gabriel Barbosa

Terminar esse Rally entre os 20 primeiros é uma honra! E isso vem da humildade e da consciência sobre a falta de controle no Sertão. Esses obstinados, que deixam de lado o Ego, e amargam posições ruins nos primeiros dias, chegam ao final inteiros, e entre os 10! Teve muito piloto que estava entre os 10 hoje, que não estava nem entre os 20 nos primeiros dias!

#Dfotos - Vicente de Benedicts Neto

Terminar o Rally dos Sertões é para poucos, chegar entre os 20 é honroso! Ficar entre os 10 é privilégio de uma mente bem preparada. Ficar entre os 5 é um marco no motociclismo internacional. Agora, ganhar, ganhar o Rally dos Sertões é um momento que transforma um piloto em Lenda ou simplesmente ensina que o importante não é somente a vitória – é o controle de expectativa sobre o resultado e sobre os limites do próprio potencial.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: