Publicado por: Rafael Lopes Krukoski | janeiro 12, 2011

Dakar 2011 o Seu Limite

A expectativa do início. Toda aquela empolgação e velocidade, isso tem conseqüências.

Copyright Louis Villers / Webdocu.fr

Dos quase 170 pilotos de moto que largaram, hoje há menos que 100. O Dakar é um rally de regularidade para 95% dos pilotos que dele participam. E os 5% restantes sabem que regularidade é mais importante que velocidade, e velocidade só é importante com total confiança na possibilidade de vitória.

Mesmo os mais rápidos buscam regularidade, em estágios longos começam se poupando e algum desconhecido fica em primeiro por um tempo. Em 2010 em todas as especiais ficou muito claro que o Despress se poupava no começo e acelerava no final da maioria delas.

No Vídeo de Hoje fiquei inspirado a escrever quando vi a estratégia do Nasser seguindo o Sainz para não perder a vantagem. Uma loucura a perseguição no meio das pedras do deserto. Os dois carros pulavam muito e se cruzavam proporcionando um espetáculo sensacional no Dakar. Veja o Vídeo!

As estratégias dos líderes são simplesmente acompanhar o segundo, pois a diferença para o terceiro já é muito confortável. Coma acompanha Despress nos últimos dias mantendo a segura diferença de aproximadamente 8 minutos para o segundo colocado. Segura, pois admite pequenos deslizes, qualquer erro relevante coloca a competição em cheque. E para esses 5%, o segundo lugar é o fim. O Frances já disse algo como: Se for para chegar em segundo eu ficaria em casa! Imagina o grau de confiança do cidadão.

Veja as fotos abaixo, só dá para ver a marca recem feita por Despress no chão novinho e Marc tentando buscar. Acredito que essas fotos são do segundo ou do terceiro dia. Despress ainda vencia:

O Dakar não admite o deslize e acelerar no início pode ser justamente o suficiente para o piloto passar do ponto antes da hora. Cansar mais, estressar mais o equipamento e a cabeça. Vejam o histórico dos dias.

Fica claro que estar entre os trinta primeiros nos primeiros 10 dias de rally é uma tarefa de regularidade. Mais ainda, uma tarefa de percepção sobre si mesmo e sobre o ambiente. Controle total da mente e da situação posta.

A noção do próprio limite é essência do piloto e por isso a idéia de vencer representa um desafio muito grande. Simplesmente ter a confiança de programar a mente para ganhar e efetivamente conseguir é um passo extraordinário para qualquer ser. Por outro lado, e da mesma forma, conhecer o próprio limite representa um ato extraordinário de reconhecimento de limitações.

Fica o exemplo do Jean e do Vicente, que seguem dentro dos seus limites e com grandes chances de terminar o maior desafio off Road do planeta em estado de gala no dia 16/1/2011.

Copyright Fotos: Louis Villers / Webdocu.fr


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: